skip to Main Content
Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt

Para extrair os taninos, utilizamos unicamente água e/ou álcool, de acordo com o Codex Enológico. É a proporção de água e/ou de álcool usado, bem como, a temperatura de extração, que vão garantir obter melhores rendimentos de extração e de poder selecionar certas estruturas particulares de taninos.

Os taninos enológicos provêm de várias espécies botânicas, sendo que as mais antigas são a noz-de-galha de carvalho, a madeira de castanheiro ou a madeira de carvalho. Desde então, outras espécies podem ser utilizadas, pois são ricas em taninos, tais como a película ou as sementes de uva, as folhas de chá, a alcachofra e muitos outros. Para extrair os taninos, utilizamos unicamente água e/ou álcool, de acordo com o Codex Enológico. É a proporção de água e/ou de álcool usado, bem como, a temperatura de extração, que vão garantir obter melhores rendimentos de extração e de poder selecionar certas estruturas particulares de taninos.

Os taninos enológicos provêm de várias espécies botânicas, sendo que as mais antigas são a noz-de-galha de carvalho, a madeira de castanheiro ou a madeira de carvalho. Desde então, outras espécies podem ser utilizadas, pois são ricas em taninos, tais como a película ou as sementes de uva, as folhas de chá, a alcachofra e muitos outros. Para extrair os taninos, utilizamos unicamente água e/ou álcool, de acordo com o Codex Enológico. É a proporção de água e/ou de álcool usado, bem como, a temperatura de extração, que vão garantir obter melhores rendimentos de extração e de poder selecionar certas estruturas particulares de taninos.

Taninos
Slider

O primeiro elemento para diferenciar os taninos é a família química a que cada um pertence. Na verdade, cada família é caracterizada por uma estrutura química muito particular o que resulta as propriedades destes.

Encontramos assim três famílias:
– OS TANINOS GÁLICOS
– OS TANINOS ELÁGICOS
– OS TANINOS PROANTHOCIÂNICOS também chamados de taninos condensados.

Desta forma, podemos classificar os taninos provenientes de diferentes origens botânicas.
– ANNINS GÁLICOS: a noz-de-galha de carvalho (historicamente a 1ª fonte) ou o tara cujos taninos são provenientes da fruta.
– TANINOS ELÁGICOS: a madeira de castanheiro ou a madeira de carvalho.
– TANINOS PROANTHOCIÂNICOS ou condensados: a película ou a semente da uva, o quebracho, a mimosa, o chá, etc…

Em um segundo momento, é a estrutura química das diferentes famílias que darão excelentes propriedades enológicas dos taninos.
As famílias de taninos podem ser classificadas em ordem crescente de acordo com:
– a sua capacidade antioxidante e consumidora de oxigênio.
– a sua capacidade de proteger as antocianinas durante a vinificação.
– a sua capacidade de influenciar o potencial de oxido-redução do vinho.

Para obter mais informações, baixe o Folheto Tecnológico.

Através do conhecimento adquirido e o domínio de algumas destas propriedades, Matin Vialatte formulou preparações de taninos específicos, a fim de responder à problemática dos vinicultores.

Uma análise mais aprofundada dos problemas, permitiu a Martin Vialatte de escolher e ajustar as combinações ideais de famílias de taninos, bem como, suas origens botânicas usando suas propriedades mais interessantes.

Descubra a gama de taninos Martin Vialatte.

 


Soluções Martin Vialatte

14 produtos
Taninos
Tanins de vinification

TANIGAL

Taninos de noz de galhas para a clarificação e a colagem dos vinhos brancos

Tanins de vinification

TANIXEL

Tanino de castanheiro em forma granulada para a clarificação e a estabilização de mostos e de vinhos

Tanins d’élevage

SUBLIPROTECT

Complexo de taninos condensados, hidrolisáveis e de leveduras secas inativas especificamente formulado para a proteção aromática, bem como, para reforçar o potencial óxido-redução dos vinhos tintos

Tanins d’élevage

VITANIL OAK

Tanino de carvalho purificado para a clarificação e a estabilização dos vinhos

Tanins d’élevage

TANIRAISIN

Tanino de películas de uva para a vinificação e envelhecimento de vinhos

Tanins d’élevage

TANIPEPIN

Tanino de sementes de uva para a clarificação, a estabilização e o equilíbrio de vinhos tintos e rosés

Tanins d’élevage

SUBLI’OAK

Associação de taninos de carvalho de alta qualidade para revelar redondez e expressão dos vinhos.

Tanins de vinification

SUBLIFRESH

Complexo de taninos condensados e hidrolisáveis especificamente formulado para proteger e realçar o potencial aromático de vinhos brancos e rosés.

Back To Top